Total de visualizações de página

domingo, 2 de maio de 2010

Canto para Djanira

***
Eu quero as coisas comuns que me cercam
E me deixam sentir o deslizar do dia a dia.
Um anseio de libertação,
De solidariedade,
Estrela norte e guia
Dos fracos e dos perseguidos.

O ódio apagado do coração,
Sou a amizade que resiste
A dureza de uma palavra triste,
Ao fogo das idéias apaixonadas.

E grito meu desprezo aos racistas,
Aos fanáticos e às guerras,
Eu sou a serena pureza
Da alma humana que reage.

₪₪₪₪₪₪₪₪₪₪₪
Letra: josé do carmo
Música: pedro paulo
Performance: dhaal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.