Total de visualizações de página

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Mãe d’Água

***

Quis esta sorte, violeiro amigo,
Levar meus olhos àquela ribeira
Onde Mãe d’Água que você não viu
Por mim foi vista pela vez primeira.

Mãe d’Água, Mãe d’Água!
Mãe de leite, mãe de criação,
Mãe de ternura,
Mãe da redenção.

Mãe d’Água, Mãe d’Água!
Que nos redime na paz e na dor,
Mãe deste pobre,
Mãe do Imperador.

Mãe d’Água, Mãe d’Água!
Mãe d’Água, Mãe d’Água!
Mãe d’Água, Mãe d’Água!

**********
(1965)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.