Total de visualizações de página

domingo, 27 de novembro de 2011

Casa de Caridade Leopoldinense - Provedoria

***
(Artigo publicado pela Gazeta de Leopoldina, a 25 de novembro de 2001)

Encerra-se a dia 31 de dezembro próximo, o mandato de dois anos do atual Provedor da Casa de Caridade Leopoldinense. Novo administrador que vier a ser eleito receberá o Hospital em boas condições de funcionamento, razoavelmente organizado, com prioridades definidas mas, infelizmente, trabalhando ainda no vermelho.

Para equilíbrio das contas a CCL busca atingir 30% de atendimentos a particulares e de convênios (saiu de 8% para 15%) e necessita recontratar, com a Prefeitura, o "Convênio do Pronto Socorro", vencido deste janeiro/2001, principal ralo a drenar impiedosamente os parcos recursos do Hospital. Mas não é fácil.

Durante todo o ano 2000 e, depois, durante os dez primeiros meses de 2001, veio lutando a Provedoria para acertar com a municipalidade, e com sua área de saúde, os termos desse Convênio e o recebimento das dívidas da Prefeitura com Hospital, débitos que se elevam, hoje, a cerca de R$150.000,00!

Tempo rigorosamente perdido. As administrações municipais − tanto a anterior como a atual − não demonstraram qualquer interesse pela sorte do Hospital. Num caso e no outro, a política oficial do município resumiu-se a "ir empurrando com a barriga" para que o Hospital contabilizasse, sozinho, os prejuízos do Pronto Socorro, que é MUNICIPAL!

A Provedoria da CCL, que no episódio, sempre teve a exclusividade da boa-fé e da responsabilidade social (não fechou o PS), esperou longos meses por uma solução honesta: insistiu, redigiu projeto de lei, redigiu proposta de novo Convênio, submeteu a estudos, ouviu promessas enganosas ... para nada!

Farta de ser ludibriada e desrespeitada em sua inteligência, a Administração da Casa de Caridade fez aquilo que há dois anos vinha tentando evitar: DECIDIU PELA COBRANÇA JUDICIAL DE SEU CRÉDITO.

Nada pessoal. O Provedor do Hospital cumpre o seu dever diante dos doentes pobres de Leopoldina que, em derradeira instância, vêm sendo, e continuarão a ser, os verdadeiros prejudicados, os sempre enganados!

É, pois, a Instituição solicitando ao Judiciário prestação jurisdicional inevitável, diante do que considera uma injustiça contra os necessitados que do Hospital dependem e nele se socorrem.

No mais, superando percalços, a Provedoria, com apoio irrestrito do Corpo Clínico e da população, fez o possível para melhorar a CCL nestes dois anos de mandato.

Como uma prestação de contas aos LEOPOLDINENSES DE BEM, que contribuíram com ajudas diretas ou com simples apoio, segue abaixo uma relação dos principais trabalhos desenvolvidos no Hospital, de 1° de janeiro de 2000 até agora:

* Reforma de todos os 11 apartamentos do chamado POSTO-G, setor destinado a pacientes particulares e de Convênios, nos quais se refez a pintura, reviu-se instalações hidráulicas e elétricas, colocou-se armários e ventiladores de teto, para melhora do padrão de conforto e higiene;
* Reforma equivalente, com troca de piso, em mais cinco apartamentos, no POSTO-B.
* Reforma equivalente, em duas enfermarias de quatro leitos e de quatro quartos, no POSTO-C;
* Remoção e reconstrução do piso dos corredores (em “Granilite”, material recomendado pelas autoridades de saúde) de todas essas unidades;
* Idem, piso do novo Raio X, o qual foi reformulado e ganhou saída externa, independente;
* Idem, reconstrução do piso do Salão de Convenções e escadaria de acesso;
* Ampliação, reconstrução e pintura nova, com piso de granilite, em 300m2 na Hemodiálise, que dobrou de tamanho. Passando a ser, talvez, a maior e melhor da Zona da Mata;
* Abertura de novo espaço nobre para aumento da capacidade do CTI para até doze leitos;
* Por sua excelência, nosso CTI tornou-se o único da região, detentor da classificação Classe-O;
* Recuperação de cerca de 1/5 dos telhados afetados por chuvas diversas;
* Recuperação de parte da História do Hospital, com análise de documentos, e abertura de uma Home Page na Internet com informações urbi et orbe, sobre: Antiga Beneficência Português a; Galeria dos Fundadores; Serviços disponíveis; Convênios disponíveis; Quadro Clínico; Especialidades abrangidas; Exames diagnósticos disponíveis; Cursos programados; Composição da Diretoria; Quadros Administrativo e Técnico; etc. (Agradecemos a Paulo Roberto (Bebéu), do Provedor CEFETLEO - Net & Mail Marketin Ltda, que, gratuitamente, implantou e mantém a H. P do Hospital)
* Extinção do HOSPIMED, Plano de Saúde inteiramente irregular, oneroso para a CCL, e que a expunha a instituição a riscos efetivos de penalidades;
* Renegociação de dívidas com Banco e com fornecedores;
* Contratação de novo Médico Radiologista para o Raio-X, que deixou de funcionar apenas duas vezes por semana, passando a estar diariamente disponível;
* Rodísio médico no Pronto Socorro, para atendimento mais qualificado;
* Alteração e revigorização do quadro de Recepcionistas, inclusive com reciclagem do pessoal em curso pago pelo Hospital;
* Melhora no serviço de Copa e Cozinha;
* Criação de Chefia para o Centro Cirúrgico, onde descontrole sempre gera prejuízos;
* Pacto com a Associação Médica para reforma do Salão Nobre, com pintura e colocação de piso no salão e na escadaria;
* Realização da "I-Jornada de Terapia Intensiva", para reciclagem do corpo médico do C.T.I. e do Pronto Socorro, aulas proferidas por nove profissionais de ponta, dos Hospitais do Fundão, Barra D'Or e Hospital Espanhol, do Rio de Janeiro;
* Convênio com a Faculdade do Leste de Minas (Faculdade de Caratinga) para ministrar, em Leopoldina, um CURSO DE AUXILIAR DE ENFERMAGEM, pelo PROFAE. Este curso está em andamento, com aulas teóricas no espaço físico do Grupo Escolar
Botelho Reis, e aulas práticas nas dependências do Hospital. Beneficiam-se cerca de 80 alunos leopoldinenses, sendo 9, "Auxiliares de Enfermagem" da C.C.L. que não possuíam formação técnica;
* Diferenciação nos vencimentos do CTI e das Chefias do Hospital, com vistas à hierarquização motivadora em favor daqueles que, compondo com a Administração da Casa, detêm postos de comando e responsabilidades específicas;
* Informatização do Hospital sem uma única contratação de pessoal técnico; apenas capacitando nossos funcionários em cursos de especialização;
* Intervenção moralizadora no Raio-X;
* Corte de despesas telefônicas mediante controle rigoroso de chamadas através da mesa e da retirada de telefones ociosos em residência de servidores;
* Aprimoramento dos critérios de COMPRA;
* Padronização dos medicamentos de uso interno do Hospital;
* Informação permanente à população, via Rádio e Jornais da cidade, das necessidades e problemas do Hospital, às custas do Provedor, sempre sem qualquer ônus para a Instituição;
* Solicitação de colaboração a leopoldinenses ausentes, através de 2.000 cartas enviadas a ex-alunos do Colégio Leopoldinense;
* Patrocínio de BARRACA NA FEIRA DA PAZ, com o único intuito de "divulgar" o Hospital, chamando pessoas para a nossa causa, já que o trabalho na Feira é estafante e o resultado financeiro bastante modesto;
* Promoção de dois jantares no Rotary, em favor do Hospital;
* Promoção de duas grandes rifas em benefício da Casa de Caridade: de um CARRO, doado pela Associação Médica, no ano 2000 e de um LOTE DE TERRENO, doado pelos empresários, Everton e Eduardo Almeida da Silva, em 2001;
* Venda de Rifas, Camisas e Adesivos do Hospital, promovida pela grande colaboradora da CCL, Sra. Patrícia Carraro.
* Negociação com a Companhia Força e Luz Cataguases¬Leopoldina, da cobrança da contribuição mensal dos Sócios na Conta de Luz do usuário, a fim de facilitar sua associação, e a de seus familiares, ao Hospital;
* Pleitos, os mais variados, em favor do Hospital, junto a Prefeitos, Autoridades, Deputados, Gerência e Diretorias de Bancos, BNDEs, etc., em REUNIÕES a que o Provedor compareceu, pessoalmente, em Leopoldina, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, sempre às suas expensas, sem quaisquer despesas, de deslocamento ou hospedagem, para o Hospital;
* Viagens múltiplas do Provedor à Secretaria Estadual de Saúde, em Belo Horizonte, sempre por conta própria, para cobrar abonos de AIHs (Autorização para Internação Hospitalar) não pagas e verbas de reforço;
* Apoio a funcionários para reciclagem, em Belo Horizonte ¬ Curso de Reciclagem em Informática; em Juiz de Fora, reciclagem específica para C.T.I, na Faculdade de Enfermagem de Juiz de Fora;
* Humanização de apartamentos, enfermarias e quartos do Hospital com Crucifixos e Gravuras doadas por Leopoldinenses generosos, capitaneados pela Sra. Juracy Barbosa Furtado.
* Leilão de cerca de 70 Bezerros, doados por Pecuaristas da região, numa colaboração espontânea do Leiloeiro William Horta;
* Aquisição de uma Usina de Oxigênio, cuja entrada em funcionamento, nos próximos dias, trará ao Hospital economia mensal de cerca de R$14.000,OO, com gases medicinais;
* DENÚNCIA DO CONVÊNIO QUE REGE OPRONTO SOCORRO e cobrança de 8 meses de Convênio, Ano 1996, que a Prefeitura se recusa a pagar, em longa negociação com Prefeitos e Secretários de Saúde, tarefa desgastante e inglória que termina agora com o ajuizamento dos créditos do Hospital, no Foro de Leopoldina;
* Criação Estatutária e venda de títulos de SÓCIO CONTRIBUINTE DO HOSPITAL, facultando aos adquirentes um verdadeiro "Plano de Saúde" ao alcance da população leopoldinense de baixa renda, que passa a contar com atendimento mais digno e sem o transtorno de filas;
* Criação da "Associação dos Hospitais Filantrópicos da Zona da Mata", em novembro/2001, com vistas a fortalecer o poder de barganha dos Hospitais com fornecedores, congregando cerca de 15 Hospitais − de Além Paraíba, Manhumirim, Manhuaçu, Muriaé, Cataguases, Ubá, Barbacena. Viçosa etc. e cidades adjacentes − Associação esta cuja sede é em Leopoldina. MG;
* Obtenção do apoio da Classe Médica em todas as iniciativas da Provedoria, tais como, doação de AUTOMÓVEL para sorteio, contribuições da Associação Médica para obras do Hospital, adesão generosa dos senhores médicos ao Plano "Sócio Contribuinte" etc;
Nosso muito obrigado a todos.

José do Carmo Machado Rodrigues
(Provedor da Casa de Caridade Leopoldinense, mandato de 01/01/2000 a 31/12/2001)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.