Total de visualizações de página

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

José Geraldo Machado Rodrigues


***
1987

O advogado José Geraldo Machado Rodrigues (Ladinho), nasceu em Leopoldina, Minas, mais especificamente na Escola da Vargem Linda, no dia 15 de setembro de 1940, localidade onde sua mãe era professora pública. Faleceu no interior do Estado do Mato Grosso no dia 6 de maio de 1987.

Era o terceiro filho dos onze que tiveram seus pais, João Rodrigues e de Maria Machado Rodrigues.

Ladinho, que iniciou seus estudos em Leopoldina, no Grupo Escolar Botelho Reis e, depois, no Colégio Leopoldinense, bacharelou-se em Direito pela Universidade Federal de Uberlândia, MG, e veio a se transformar numa das muitas vítimas silenciosas, mas heróicas, das questões fundiárias deste País.

Advogado militante, José Geraldo foi brutalmente assassinado, numa primitiva região de Centro Oeste brasileiro, por “ex-adversos”, isto é, pessoas com interesses processuais contrários aos de clientes seus, em procedimentos judiciais, os mais diversos, principalmente envolvendo domínio e posse de terras litigiosas.

Amor ao direito, inteligência e trabalho árduo foram as marcas mais assinaladas desse corajoso leopoldinense. Dentro do direito, uma paixão irrefreável pela defesa dos mais fracos, dos despossuídos, dos injustiçados. Neste mister fez-se presente e intrépido em regiões longínquas e sem lei do nosso incendiado meio rural, na metade do século XX.

Emprestava arrojo e competência nas questões que conduzia, o que lhe rendia grande conceito e boas amizades, entretanto, na outra ponta, necessariamente angariava descontentamentos em indivíduos incivilizados, incapazes de compreender o contraditório forense e o alcance técnico das decisões judiciais.

Tombou, no exercício de um sacerdócio profissional, no cumprimento do dever inalienável do Advogado que se entrega ao Direito, que não transige com a corrupções e com o erro, que nasceu para arrostar sem hesitação às próprias iniquidades humanas.

Arrojado profissional do direito, não hesitava em anunciar o império da Lei mesmo onde o primitivismo poderia responder com o fogo.

Viveu e morreu na luta pela Justiça, herói extraordinário de um Brasil ainda selvático nos limites de suas fronteiras agrícolas.

O advogado e delegado, José Geraldo Machado Rodrigues, foi um profissional do Direito na mais intransigente acepção do conceito. Um bravo, um idealista, para quem os perigos e as dificuldades simplesmente não contavam.

Com sua morte prematura, Ladinho deixou esposa (Maria de Lourdes Souza Rodrigues) e quatro filhas, Raquel (Médica Dermatologista), Reila (Engenheira Eletrônica), Rosana (Médica Radiologista) e Rejane (Arquiteta), todas então residentes no Rio de Janeiro.
₪₪₪₪₪₪₪₪₪₪₪
(Publicado no Jornal Reencontro, dos ex-alunos do Colégio Leopoldinense )

Um comentário:

  1. Muito lindo o texto, Tio!
    Parabéns e obrigada.

    Beijinhos com carinho e saudades.

    Rejane Rodrigues

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.