Total de visualizações de página

sábado, 5 de fevereiro de 2011

José Flávio Moraes Ribeiro (Bisuca)



***
Dezembro, 1995

Bisuca, como era preferencialmente chamado pelos amigos, nasceu em Abaíba, distrito de Leopoldina, no ano de 1939, vindo fazer o secundário no Colégio Leopoldinense, a partir do início da década de 1950. Foi o mais jovem dos três filhos que tiveram, o Sr. Francisco Edgard Pinto Ribeiro e sua esposa, Da. Heloísa Moraes Ribeiro.

Magrinho e alto, José Flávio se destacava entre os alunos do Colégio por sua grande simpatia e comunicabilidade, tornando-se companhia a todos bem-vinda. Característica esta que era comum, aliás, também a seus dois irmãos, contemporâneos de ginásio, Mary e Francisco Edgard.

Aluno responsável e aplicado, destacava-se ainda o Bizuca por sua habilidade ímpar no “Jogo de Sinuca”, que era o principal “hobby” da rapaziada do Colégio Leopoldinense, reunida aos sábados e domingos no Bar do Sr. Orlando Leite, na Rua Barão de Cotegipe, em frente ao Cine Theatro Alencar. Poucos se comparavam a ele em técnica e precisão no taco.

Ao término do secundário, seguiu para Rio de Janeiro, onde concluiu Ciências Contábeis e ingressou, por concurso, na TELERJ - Cia. Telefônica do Rio de Janeiro, vindo nessa empresa a aposentar-se nos anos 90.

Faleceu aos 56 anos, vítima de ataque cardíaco ocorrido quando visitava a cidade de Ouro Preto, MG, no domingo, dia 17.12.95. Foi sepultado em Leopoldina, naquela mesma data, às 17 horas. Ultimamente vinha, de fato, apresentando problemas cardíacos bastante sérios. Deixou esposa, Grace Aragon Ribeiro e os filhos Flávio e Alice, residentes em Niterói, RJ.

Aposentara-se recentemente da TELERJ, onde fez carreira e ocupou cargos destacados na área Técnica. Residia em Niterói, desde que se casou, porém, muito ligado a Leopoldina, aqui passava dias seguidos reencontrando amigos e cuidando de suas duas propriedades rurais nas proximidades de Vista Alegre.

Bizuca era pura jovialidade. Nem a consciência da doença séria que o passou a afligir, nos últimos tempos, parecia diminuir a felicidade e a disposição com que encarava a vida. Deixou entre os amigos uma frustração muito nítida de partida prematura e injusta.
₪₪₪₪₪₪₪₪₪₪₪
(Publicado no Jornal Reencontro, dos ex-alunos do Colégio Leopoldinense)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.