Total de visualizações de página

domingo, 15 de agosto de 2010

Paulo Lisboa

***
Setembro, 2007

O Jornal LEOPOLDINENSE, edição de 15 de setembro de 2007, registrou o falecimento, ocorrido a 5 de agosto último, do senhor Paulo Lisboa, uma das pessoas mais queridas da comunidade leopoldinense.

Nascido em 3 de maio de 1915, Paulo contava 92 anos, filho de Luiz do Amaral Lisboa e de Maria da Conceição Lisboa. Era casado com Da. Lilía Lisboa, já falecida, com quem teve os filhos Paulo Roberto Lisboa, artista plástico e José Fernando, engenheiro, falecido.

Era irmão do Dr. Moacyr do Amaral Lisboa, famoso professor de mineralogia e botânica da Universidade Federal de Ouro Preto, entidade educacional da qual foi também reitor; de Pedro Lisboa; de Da. Carmosa, esposa de Francisco Resende; e de Da. Júlia, esposa de Pedro Pacheco.

Como Secretário do velho Colégio Leopoldinense, desde os tempos em que o Botelho Reis pertencia à Diocese de Leopoldina, Paulo Lisboa passou por várias gerações de professores e alunos do nosso tradicional educandário, até aposentar-se em 1983.

Tal o amor e a dedicação de Paulo pelo Colégio que, mesmo aposentado, jamais se desligou da escola. Continuou informado de todos os problemas, de tudo dando conta e por lá aparecendo com a maior solicitude sempre que necessário.

Segundo o Professor e ex-Diretor do Colégio, Geraldo Bertocchi, Paulo Lisboa foi um servidor de inigualável integridade e insuperável dedicação ao trabalho. Como Secretário de instituição, era o encarregado de fazer os pagamentos a funcionários e professores. Houve ocasião – lembra o Prof. Bertocchi - que já estando com o numerário nas mãos para o pagamento da folha no dia seguinte, Paulo, diante da necessidade urgente de uma pequena quantia, pediu-a emprestada ao Diretor, que lhe ponderou: “Ora, Paulo, você já não tem em mãos o dinheiro do pagamento mensal que fará a todos, e a si mesmo, amanhã? Por que não assina o próprio recibo hoje, adiantando em um dia seu próprio pagamento?”
Ao que Paulo retrucou: - De maneira nenhuma. O dia do meu pagamento é amanhã...
E conclui o Prof. Geraldo: - Paulo era intransigentemente honesto!

Foi, portanto, fazendo merecida justiça a esse servidor exemplar que o atual Diretor da Escola Estadual Professor Botelho Reis, professor Fernando M. Vargas, determinou que o corpo de Paulo Lisboa fosse velado na Secretaria do Colégio.

Deixou o falecido, além do filho Paulo Roberto, os netos Felipe, Rodolfo e Thiago.
₪₪₪₪₪₪₪₪₪₪₪
(Publicada no jornal LEOPOLDINENSE de 15 de setembro de 2007)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.