Total de visualizações de página

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

LEOPOLDINENSE Online

***
Janeiro, 2011

Nem parece verdade! O jornal LEOPOLDINENSE Online chega à marca de 1.000.000 (Um milhão) de acessos. Ou seja, um milhão de vezes alguma notícia sobre Leopoldina foi lida, no Brasil ou no mundo. Alguma imagem tocou a sensibilidade do leitor. Alguma mensagem comercial foi vista. Alguma emoção foi vivida. A cidade aconteceu, a cidade foi lembrada.

O LEOPOLDINENSE recebe, em média, 3.000 (Três mil) acessos por dia. Ainda admitindo que uma mesma pessoa possa fazer mais de um acesso, havemos de convir que é muita gente lendo o jornal por esse mundão de Deus.

É fácil imaginar o que isto representa em termos de difusão da vida de uma cidade, do conteúdo transportado pela opção midiática em sede de valores culturais, históricos e sociais. O que pode significar isto em termos comerciais. O quanto vale nossa realidade oferecer-se ao alcance de quem, num determinado instante, onde quer que esteja, precise ou deseje correr os olhos sobre Leopoldina.

Cerca de dois bilhões de pessoas, no planeta terra, têm hoje acesso à Internet. Algo próximo a 30% da população global, a teor da Estatística Mundial da Internet (Internet World Stats). Na Europa, mais da metade da população está ligada à rede mundial de computadores. No Brasil somos quase 80 milhões de usuários, o que corresponde a um altíssimo percentual de nossa população atual, de cerca de 190.732.694 habitantes (números de 2010).

Depreende-se daí o quanto é importante, hoje, um jornal como o LEOPOLDINENSE Online. Equivale simplesmente a estar presente neste mundo civilizado, comunicativo e participante que nos rodeia. Nossa época é a da informação em tempo real. Virou propósito das pessoas receber, gerar e dar circularidade às notícias para que elas atinjam o maior número possível de interessados.

As regras jornalísticas permanecem imutáveis. Quanto mais insinuante, mais inusual, mais tende – e com redobrada força, na Internet - a informação a circular, a procurar leitores. É absolutamente inócuo, nos dias que correm, querer controlar a informação. São muitos os caminhos, no próprio âmbito da Grande Rede, e a informação logrará sempre cumprir sua vocação de espalhar-se no seio da sociedade.

É neste mundo de transparência absoluta, no qual estamos irreversivelmente inseridos, que órgãos de imprensa como o LEOPOLDINENSE Online, com suas aberturas cosmopolitas, ganham foros de agentes imprescindíveis da modernidade. Muito por conta de que estão eles a subsidiar - dentre outros - o direito inalienável dos cidadãos ao amplo conhecimento (publicidade) dos atos da vida pública, para que possam exercer seu papel de árbitros e fiscalizadores.

O LEOPOLDINENSE mostra, portanto, ao que veio. Um milhão de acessos; um milhão de leituras. Um número quase vinte vezes maior que a própria população de Leopoldina! Quem foi que disse que jornal de interior não é lido?

Já escrevi isto e repito: É, para mim, motivo de vaidade ter participado da fundação deste Jornal. Parabéns, Luiz Otávio, pela marca expressiva! Parabéns, João Gabriel. Parabéns, Luciano. Parabéns, Maria José. Tem muita gente lendo vocês, meus amigos. Vocês estão provendo Leopoldina de um jornal do qual a cidade pode se orgulhar.
₪₪₪₪₪₪₪₪₪₪₪
(Publicado no suplemento do jornal LEOPOLDINENSE de janeiro de 2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.