Total de visualizações de página

sábado, 4 de junho de 2011

Gaivotas

***
Junho, 2011

Baia de Guanabara, sol de janeiro, reflexos de níquel arremetidos do azul.
Da minha sala de vidro, Esplanada do Castelo, trigésimo quarto andar: a entrada da baia, navios, o Pão de Açúcar, velas, Icaraí, vãos da ponte e, na perna do vento, aviões em manobra de pouso.

Logo ali, rentes à minha janela, gaivotas festivas rodopiam nas correntes ascendentes.
São muitas em revoada, mas, milagrosamente, não se tocam – há segredos recônditos nas rotas passaredas.

Uma delas parece interessar-se por mim. Não é a primeira vez que passa roçando minha vidraça.

Trocamos olhares – juro que trocamos. Gostaria de falar-lhe e sinto que ela talvez busque saber coisas em mim.

– Que perguntas me propõem dois olhinhos voadores?

Observo a revoada em bando, perscruto a lógica de sua coreografia. Nada definível onde reina divindade e  poesia. Trajetórias de astros sob as leis da criação, desocupadas de trigonometria e esquadros.

As exatidões do mundo postaram-se, todas, do lado de cá desta parede de cristal, porque isto aqui é um Banco num arranha-céu de vidro e eu sou um bancário. Um Banco empanzinado de números ásperos sobre a superfície célica do mar da Guanabara.

Êxtase de um guarda-livros dantanho, de máquina calculadora aos dedos e gaivotas nas retinas.

Gaivota

Voa gaivota branca
Pra lá de mim, prisioneiro
Desta vida, dos costumes
Da rotina e do dinheiro.

Me leva pra ir contigo
Por teus caminhos de vento
Retomar a encruzilhada
Onde eu errei minha estrada.

Leva este artista, menina
Companheira e bailarina
Atrás da segunda chance
Tão fora do meu alcance.

Portadora das canções
E das notas sobre a pauta
Devolve com tuas asas
A liberdade que me falta.

₪₪₪₪₪₪₪₪₪₪₪


Letra: josé do carmo
Música: dhaal e palavrinha
Gravação Estúdio Eldorado
Performance: dhaal

2 comentários:

  1. Olá, boa noite!
    Eu venho aqui te convidar a visitar meu blog de Poesias. Se puder e quiser me adicionar, vou gostar de ter por lá seus coments.
    Tenhas muitas alegrias e saúde!
    Abraços,
    João, poeta.
    www.ludugero.blogspot.com
    Até mais!
    Já te sigo. Gostei muito do seu blog iluminado.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, João. Passarei por lá.
    Abraço,
    jcarmo

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.