Total de visualizações de página

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Eu canto Minas Gerais

***
Eu canto Minas Gerais
Desde que ainda menino,
Pisando o verde e metais,
Minas pra mim era um hino
De versos credenciais.

Me encanta Minas Gerais
Da claridade nos olhos
Das moças dos arraiais,
Do ferro entre os abrolhos
Do ouro nas catedrais.

Eu canto Minas Gerais
Dos colégios secundários,
Dos sermões dominicais,
Do barroco, dos rosários,
Das chamas nos castiçais.

Me encanta Minas Gerais
Dos domingos nas fazendas
E do gado nos currais,
Dos queijos, leilões e prendas,
Da nobreza sem sinais.

Eu canto Minas Gerais
Do frio da Mantiqueira,
Das flores nos cafezais,
Da cachaça bagaceira
Dos melros nos arrozais.

Me encanta Minas Gerais
Dos campos, matas e bordas,
Das vendas, das espirais
Do fumo de rolo em cordas,
Dos riachos nos quintais.

Eu canto Minas Gerais
Atalhos, trilhas e grotas,
Esses redondos e uais,
Do carro de boi, das tropas
E das ruas principais.

Me encanta Minas Gerais
Dos seresteiros da lua,
Das festas provinciais,
Do Zé Pereira nas ruas
E das Folias de Reis.

Eu canto Minas Gerais
Como quem canta toadas
Que já não se ouvem mais,
Numa viola chorada
Das Minas de nossos pais.

₪₪₪₪₪₪₪₪₪₪₪
(Publicado em 27.08.2009 em http://oglobo.globo.com/pais/noblat/mariahelena/ e no Jornal Leopoldinense)

2 comentários:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.